Parlamento ganês aprova acordo militar com EUA apesar de boicote da oposição

Acra, 24 mar (EFE).- O Parlamento de Gana aprovou, apesar do boicote da oposição, um acordo com os Estados Unidos sobre cooperação em defesa e segurança que dará acesso ilimitado a determinadas instalações ganesas ao Exército americano, informaram neste sábado veículos de imprensa locais.

Minutos antes da ratificação do acordo, que aconteceu ontem à noite no Parlamento, os deputados da oposição deixaram a Câmara, já que consideram que o pacto representa uma perda de soberania nacional e uma amostra de servilismo para a nação americana.

Entre os pontos do acordo, explica o portal de notícias locais "Graphic Online", destacam-se a cessão de instalações para uso exclusivo das tropas americanas ou junto com soldados ganeses, assim como a isenção de impostos aos equipamentos que importem a Gana.

Além disso, os Estados Unidos poderão utilizar o espectro radiofônico ganês para operar seus sistemas de telecomunicações, e o pessoal civil e militar de seu Exército poderá entrar e se deslocar livremente por Gana, onde os veículos militares de qualquer classe gozarão também de liberdade de movimentos.

Em troca, os EUA investirão US$ 20 milhões em treinamento militar e equipamento para as Forças Armadas ganesas, garantiu o ministro de Defesa, Dominic Nituwul.

Ao longo da jornada, grupos de manifestantes apoiados por deputados opositores trataram de entrar no Parlamento para mostrar rejeição à iniciativa. EFE