Trump pede que Suprema Corte bloqueie transferência de documentos sobre ataque ao Capitólio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu nesta quinta-feira (23) à Suprema Corte americana que bloqueie a transferência de documentos para um comitê parlamentar encarregado de esclarecer seu papel no ataque de 6 de janeiro por seus partidários contra o Capitólio.

Os advogados do bilionário republicano pediram à mais alta corte dos Estados Unidos que revogasse uma decisão tomada no início de dezembro por um tribunal federal de apelações, que rejeitou sua tentativa de manter a confidencialidade dos registros da Casa Branca.

Este tribunal de apelações abriu caminho em 9 de dezembro para a transferência de centenas de páginas de documentos para a comissão parlamentar que investiga o ataque ao Congresso americano, que chocou os Estados Unidos e o mundo. No entanto, o tribunal o deixou 14 dias para apelar à Suprema Corte, o que o ex-presidente fez in extremis.

Donald Trump, que permanece no centro de sua base e não descarta a possibilidade de concorrer às eleições presidenciais de 2024, quer manter esses arquivos em segredo, incluindo, entre outras informações, as listas de pessoas que o visitaram ou telefonaram em 6 de janeiro, a quem ele apela uma comissão parlamentar nas mãos dos democratas.

“Um jogo político”

(Com informações da AFP)


Leia mais

Leia também:
Policial que matou manifestante durante invasão do Capitólio é inocentado
Trump sofre revés na batalha pela abertura de arquivos sobre ataque ao Capitólio
Trump lança sua rede social, após ser expulso do Twitter e do Facebook

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos