Trump promete 'apoio total' a Putin após ataque a metrô na Rússia

Infográfico com localização da explosão no metrô

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, conversou nesta segunda-feira com o colega russo, Vladimir Putin, para prometer "apoio total" às ações que Moscou decidirá após o sangrento ataque ao metrô de São Petersburgo, informou a Casa Branca.

Trump expressou suas condolências e condenou o ataque que matou 11 pessoas e deixou dezenas de feridos na segunda maior cidade da Rússia.

"O presidente Trump e o presidente Putin concordaram em que o terrorismo deve ser derrotado rápida e decididamente", revelou a Casa Branca.

"Trump ofereceu o apoio total do governo dos Estados Unidos na resposta ao ataque e para levar os responsáveis à Justiça".

Até o momento ninguém assumiu a responsabilidade pelo ataque, mas o grupo Estado Islâmico convocou recentemente ações contra a Rússia como represália por sua intervenção militar na Síria envolvendo os jihadistas.

O telefonema de Trump para Putin ocorre no momento em que o Congresso americano investiga uma suposta interferência russa nas eleições presidenciais americanas do ano passado.

A Inteligência americana afirma que Putin dirigiu uma campanha para inclinar a recente eleição nos EUA a favor de Trump.