Tribunal ordena prisão de ex-presidente sul-coreana que sofreu impeachment

Seul, 30 mar (EFE).- Um tribunal de Seul ordenou nesta quinta-feira a prisão imediata da ex-presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, por sua participação no escândalo de corrupção que ficou conhecido como "Rasputina", informou a agência de notícias "Yonhap".

A ordem de prisão preventiva foi pedida na segunda-feira pela Procuradoria, e o tribunal decidiu autorizá-la hoje após a realização de uma audiência que durou quase nove horas e na qual Park prestou depoimento aos juízes.

A ex-mandatária, de 65 anos, perdeu sua imunidade presidencial no último dia 10 quando o Tribunal Constitucional ratificou seu impeachment, que tinha sido aprovado pelo Parlamento em dezembro. EFE

raa/id