Truss apresenta novo Executivo

A nova primeira-ministra do Reino Unido tem pouco tempo para celebrações. No cargo, há poucas horas, Liz Truss prepara-se esta quarta-feira para a primeira prova de fogo.

Enfrenta a oposição pela primeira vez no Parlamento, onde se espera que se debruce sobre o aumento do custo de vida.

Ao entrar no Número 10 de Downing Street, Truss levou consigo a nova equipa governamental.

Para o novo Executivo, optou por escolher pessoas que lhe são leais para os cargos mais relevantes.

Kwasi Kwarteng é o novo Ministro das Finanças, e o primeiro homem negro a assumir a pasta.

Para Ministra da Administração Interna, Liz Truss escolheu Suella Braverman, que era até agora procuradora-geral.

A aliada de longa data, Therese Coffey, foi nomeada vice-primeira-ministra, um título que acumula com o cargo de Ministra da Saúde

Aos comandos da diplomacia do Reino Unido está agora James Cleverly.

Ben Wallace mantém-se à frente do Ministério da Defesa, um cargo que assumiu em 2019.

Liz Truss assume os comandos do Reino Unido, sucedendo a Boris Johnson, sem passar pelo escrutínio do povo britânico.

"Porque estou eu aqui? Porque apoio Liz Truss e penso que ela é uma grande primeira-ministra para o nosso país", assegura um britânico.

Já outro, acredita no oposto: "Penso que a nova primeira-ministra irá, em muitos aspetos, desapontar o país. Não creio que ela seja a pessoa indicada para o cargo. Ela era uma democrata liberal e agora já não é. Ela costumava defender a permanência na União Europeia e agora já não é".

Liz Truss está sob forte pressão. A primeira-ministra terá de explicar aos britânicos qual é o plano para fazer face à crescente inflação.