TSE determina a retirada de propaganda do PCO que liga Tebet a morte de crianças

Simone Tebet foi responsável pelo pedido de retirada da propaganda do PCO do ar (Foto: Rodrigo Paiva/Getty Images)
Simone Tebet foi responsável pelo pedido de retirada da propaganda do PCO do ar (Foto: Rodrigo Paiva/Getty Images)

O Tribunal Superior Eleitoral determinou que sejam suspensos os conteúdos veiculados nas redes sociais que ligam a candidata Simone Tebet (MDB) ao assassinato de crianças e indígenas. Segundo dados do portal g1, a decisão foi tomada nesta sexta-feira (2), pelo ministro Paulo de Tarso Sanseverino.

O pedido foi feito pela própria Simone Tebet (MDB), após uma propaganda na internet do Partido da Causa Operária (PCO) e de Magno Souza, candidato ao governo do Mato Grosso do Sul. A candidata alega que a publicação gerava desinformação.

“Na presente hipótese, em análise superficial, típica dos provimentos cautelares, observo que a representante logrou demonstrar de forma suficientemente satisfatória que as manifestações impugnadas são, em tese, capazes de conspurcar sua honra, porquanto a responsabilizam ou a associam a assassinatos de índios e crianças”, justificou o ministro na decisão.

“Evidenciou a representante, ainda, o perigo na demora da prestação jurisdicional, tendo indicado que a manutenção da divulgação das declarações atacadas durante o período eleitoral pode, teoricamente, ter repercussão na sua imagem de candidata, porquanto, em ao menos uma das publicações capazes de enodoá-la, há expressa referência à sua candidatura, apresentada como ‘da Terceira Via’.”

Por outro lado, o ministro Paulo de Tarso Sanseverino negou o pedido para o pedido para que os alvos da ação não possam fazer novas propagandas semelhantes. O ministro justificou que isso se trataria de “indevida censura prévia”.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)