TSE: Treze candidatos são presos por ilegalidades nas eleições

Paula Ferreira
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA— Treze candidatos já foram presos até o momento, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), devido à prática de ilegalidades durante a eleição. De acordo com os dados do órgão, foram registradas 23 ocorrências envolvendo candidatos. As prisões foram efetuadas em Goiás (2), Minas Gerais (6), Paraíba (1) e Sergipe (4).

Além dos candidatos, outras 16 pessoas foram detidas em ocorrências relacionadas às eleições. Entre as ilegalidades cometidas estão o uso de alto-falantes, boca de urna e distribuição de propagada eleitoral.

Os dados do TSE mostram ainda que 923 urnas das mais de 400 mil em operação foram substituídas até o momento, o que significa cerca de 0,2% do total.

Mais cedo, o TSE informou que até 8h30 cerca de 400 mil eleitores já tinham justificado ausência nas eleições por meio do aplicativo e-Título. Usuários têm relatado dificuldade em acessar a plataforma. Segundo o tribunal, o grande número de acessos tem dificultado a conexão no app.