Tucano chama Aécio de 'raposa em pele de cordeiro' e o culpa por crise do partido

***ARQUIVO***BRASILIA, DF, 13.05.2022 - O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASILIA, DF, 13.05.2022 - O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Tesoureiro nacional do PSDB, César Gontijo compara o deputado federal Aécio Neves (MG) a uma "raposa em pele de cordeiro, que culpa as galinhas pelo sumiço dos ovos".

Ele respondeu a declaração dada por Aécio à coluna Painel, da Folha de S.Paulo, na qual disse que o "PSDB S.A." faliu e apontou erros cometidos pela atual direção partidária.

A referência indireta de Aécio foi ao estilo do ex-governador paulista João Doria, que se comportava como um executivo nas instâncias partidárias.

Para Gontijo, que era aliado de Doria no partido, o PSDB está buscando sair de uma crise criada pelo próprio mineiro.

"Ao eleger três governadores nesta eleição, o PSDB demonstra a força que ainda tem e deu passos muito importantes na recuperação de uma crise criada pelo próprio Aécio Neves. Crise esta que teve consequências duríssimas para o partido em todo o Brasil", declarou.

"Ao tentar ganhar holofotes, a raposa em pede de cordeiro culpa as galinhas pelo sumiço dos ovos", completou.

Os tucanos elegeram no segundo turno os governadores Eduardo Leite (RS), Eduardo Riedel (MS) e Raquel Lyra (PE). Isso amenizou um pouco a crise interna gerada pelo fraco desempenho no primeiro turno, quando o partido perdeu o comando de São Paulo e fez uma bancada de apenas 13 deputados federais.

Internamente, Aécio vem polarizando com o grupo paulista nos últimos anos, desde que se colocou como oposição a Doria.