Tufão Vamco deixa 14 mortos nas Filipinas

·1 minuto de leitura
Moradores passam por árvore derrubada na passagem do tufão Vamco pelas Filipinas
Moradores passam por árvore derrubada na passagem do tufão Vamco pelas Filipinas

Ao menos 14 pessoas morreram e várias estão desaparecidas após as inundações provocadas pela passagem do tufão Vamco nas Filipinas, anunciaram as autoridades nesta sexta-feira.

As chuvas torrenciais provocadas pelo Vamco, terceiro tufão a afetar o país nas últimas semanas, inundou áreas de Manila e das províncias vizinhas, obrigando milhares de pessoas a abandonar suas casas ou procurar refúgios.

Em Marikina City, uma das zonas mais afetadas da capital, a lama cobria as ruas, enquanto os moradores tentavam limpar suas casas e retirar os destroços.

Centenas de milhares de residências continuam sem energia elétrica. O tufão Vamco afetou na quarta-feira e quinta-feira a populosa ilha de Luzon, provocando deslizamentos de terra, quedas de árvores e bloqueios de estradas.

Ricardo Jalad, diretor da agência nacional para a prevenção de desastres, anunciou que o tufão deixou 14 mortos e o mesmo número de desaparecidos no país.

De acordo com as autoridades, balanço ainda pode aumentar: fontes militares citam 39 vítimas fatais e 22 desaparecidos.

O governo prometeu distribuir alimentos aos afetados, que ainda se recuperam das passagens dos tufões Molave e Goni, que mataram dezenas de pessoas, destruíram dezenas de milhares de casas e deixaram várias regiões do país sem energia elétrica nas últimas semanas.

Os filipinos são afetados a cada ano por 20 tempestades tropicais e tufões em média.

mff-amj/hg/af/es/fp