Tumor pulmonar do presidente uruguaio não é operável

(Arquivo) Segundo a mídia, o tumor que afeta Vázquez tem metástases e inicialmente está fora da possibilidade de uma cirurgia

O tumor maligno nos pulmões do presidente do Uruguai Tabaré Vázquez tem não é operável, informou a imprensa local nesta quinta-feira citando fontes médicas e políticas.

Segundo a mídia, o tumor que afeta Vázquez tem metástases e inicialmente está fora da possibilidade de uma cirurgia.

Oficialmente, a Presidência da República informou que Vázquez iniciou um "tratamento de radiocirurgia em sua lesão no pulmão" e que "ele continuará cumprindo suas funções governamentais regularmente".

O próprio Vázquez relatou sua doença em um comunicado à imprensa e, em uma entrevista subsequente, disse que vai concluir seu mandato, que termina em 1º de março, quando um novo presidente assumir.

O presidente apareceu em várias reuniões oficiais nos últimos dias.

O Uruguai realizará eleições gerais em 27 de outubro e a Frente Amplio (esquerda), no poder desde 2005, busca alcançar seu quarto mandato consecutivo.

Vázquez, oncologista de 79 anos que se tornou um ícone na luta contra o tabagismo, foi diagnosticado com câncer de pulmão duas semanas atrás, depois que um nódulo pulmonar foi encontrado em um exame de rotina.