Tumulto em santuário religioso da Índia deixa ao menos 12 mortos

·1 min de leitura

SRINAGAR, Índia (Reuters) - Pelo menos 12 peregrinos morreram e mais de uma dezena ficaram feridos em um tumulto em um santuário hindu na região indiana da Caxemira na manhã de sábado, afirmou a polícia.

“Doze peregrinos morreram e 14 ficaram feridos em uma debandada na manhã de hoje no santuário Mata Vaishno Devi”, disse o policial de alta patente Mukesh Singh.

Todos os feridos foram hospitalizados, acrescentou ele.

O tumulto ocorreu quando uma enorme multidão de devotos, que foi ao local para celebrar o início do Ano Novo, entrava no santuário Vaishno Devi Bhawan, disse outro oficial.

“Extremamente triste pela perda de vidas devido a um tumulto em Mata Vaishno Devi Bhawan", disse o primeiro-ministro Narendra Modi, em uma mensagem de condolências.

De acordo com a polícia, foi aberto um inquérito para investigar o caso.

(Reportagem de Fayaz Bukhari)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos