Turma da Mônica ilustra campanha do Unicef para conscientizar importância da vacinação

Extra
·2 minuto de leitura
Foto: Divulgação / Unicef

Será lançada neste fim de semana uma campanha do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em parceria com Mauricio de Sousa, para conscientizar responsáveis por crianças de até 5 anos sobre a importância da vacinação na infância. Personagens da Turma da Mônica ilustram mensagens a respeito da eficácia e segurança das vacinas, como as contra sarampo e pólio. O material teve por base dados da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) em colaboração com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), além de um guia encomendado à Universidade de Yale. Ele está disponível no site do Unicef.

A campanha fez parceria ainda com o Facebook para usar seus dados em análise de tendências, indicando potenciais públicos-alvo, temas e linguagem.

“A vacinação de rotina para crianças menores de 5 anos vem sofrendo constantes quedas desde 2015. Mesmo sem os dados consolidados das coberturas vacinais em 2020, a pandemia certamente contribuiu ainda mais para o agravamento desse cenário. Poder contar com a credibilidade e a expertise da SBIm, da SBP, com os dados agregados do Facebook e a simpatia dos personagens da Turma da Mônica é extremamente importante para o trabalho de conscientização da importância da vacinação de rotina”, afirmou Cristina Albuquerque, chefe da área de Saúde e HIV do UNICEF no Brasil, em comunicado.

Mauricio de Sousa, criador da Turma da Mônica, ressaltou seu compromisso com os direitos das crianças pela parceria com o Unicef; a personagem Mônica é embaixadora do Unicef desde 2007.

“Já estivemos juntos em outras ocasiões levando informações sobre a importância de vacinar nossas crianças e entendemos que, neste momento, era preciso voltar a alertar os pais e responsáveis sobre esse cuidado. Nada melhor que o carisma dos personagens para chamar a atenção para informações trazidas por instituições com toda a credibilidade”, disse o desenhista.

Em 2018, Mônica emprestou sua força para alertar pais, mães e responsáveis de que a vacinação é um direito da criança e um dever da família, da sociedade e do Estado, participando da Campanha Nacional de Vacinação contra sarampo e pólio.