Turnê do grupo de K-pop NOIR é cancelada devido a protestos no Chile e altos custos

Louise Queiroga

Foi cancelada a turnê do grupo de K-pop NOIR na América Latina que estava agendada para dezembro. Os nove idols do conjunto se apresentariam nas cidades de Vitória, Curitiba e São Paulo, após passarem pela Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile. A produtora de eventos Far Music Entertainment, responsável pela organização dos shows no Brasil, informou que a decisão foi tomada devido aos "problemas internos no Chile e custos de produção, passagens e logística de responsabilidade da empresa Sirion Entertainment".

"Os eventos no Brasil, incluindo datas para sua realização, foram planejados com a condição de apoio de passagens internacionais e outras questões combinadas previamente ao anúncio da turnê com a empresa de produção citada acima", afirmou a Far Music em um comunicado divulgado em suas redes sociais nesta quarta-feira.

A produtora concluiu que não havia "recursos suficientes para continuar com a turnê brasileira, devido ao aumento extraordinário nos valores de administração".

"É com extrema tristeza que comunicamos que não conseguiremos seguir com a turnê NOIR - The Ninth in Latin America 2019 visto que os fãs brasileiros se empenharam em apoiá-la", acrescentaram. "Nós trabalhamos incansavelmente na realização desse evento há meses para oferecer o melhor aos lumieres brasileiros e também ao NOIR".

Fãs que adquiriram os ingressos podem pedir reembolso por meio dos sites de compra utilizados para cada cidade. Em São Paulo e Vitória é o Clube do Ingresso e Event Brite, e em Curitiba, o Disk Ingressos.

 

A produtora de eventos uruguaia Sirion Entertainment, responsável pelas apresentações nos outros países da turnê, também se manifestou sobre o cancelamento.

"Trabalhamos por vários dias pensando e propondo soluções para esse anúncio, mas devido a mudanças nas situações políticas e econômicas da região e às baixas vendas, não podíamos cobrir o orçamento mínimo que nos permitia avançar com os shows", afirmou.

"Lamentamos muito esta situação, sabemos que muitos fãs em vários países estavam ansiosos para ver o grupo, mas os fatores econômicos que não estão em suas mãos e nem nas nossas tornaram impossível cobrir os custos".

 

Os lumières, como são chamados os fãs do NOIR, lamentam o cancelamento nas redes sociais e deixam mensagens carinhosas e de apoio aos artistas.

"Estou devastada que não verei você no Brasil", comentou uma fã num post do integrante Kim Daewon nesta quinta-feira no Twitter do NOIR.

 

O grupo Noir, formado pelos artistas Shin Seunghoon, Kim Yeonkuk, Lee Junyong, Nam Yunsung, Kim Siheon, Ryu Hoyeon, Yang Siha, Kim Minhyuk e Kim Daewon, debutou em abril de 2018, com o MV para a música "Gangsta" e o mini-álbum "Twenty's Noir", com seis faixas, sob o gerenciamento da Luk Factory.