Turquia ameaça vetar candidatura da Suécia à NATO

A Turquia deixa o aviso à Suécia depois da queima de uma cópia do Corão em frente à embaixada turca em Estocolmo, no sábado passado:o apoio turco à adesão sueca à NATO não está garantido depois do incidente.

O Presidente do país apelou igualmente ao respeito pela religião muçulmana. Recep Tayip Erdogan diz que quem causou semelhante vergonha perante a embaixada turca, já não podem esperar qualquer apoio relativamente à sua candidatura à adesão à NATO. Que avisaram desde o início "que se deixam organizações terroristas nas ruas e em todo o lado, não podem esperar apoio da parte da Turquia"´.

Também no último sábado, bandeiras queimadas e slogans cantados em frente ao consulado da Suécia, em Istambul, a capital turca, ecoam a reação oficial de Ancara. Das ruas à esfera política, a Turquia ficou inflamada e classificou como um ato "cobarde e inaceitável" a queima do Corão por um elemento da extrema-direita, em nome da liberdade de expressão.