Turquia captura um 'alto dirigente' do EI, diz Erdogan

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, anunciou nesta quinta-feira (8) que as forças de segurança do país prenderam um "alto dirigente" do grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

Segundo Erdogan, trata-se de um comandante conhecido como Abu Zeid.

Seu nome verdadeiro é Bashar Khattab Ghazal al-Sumaidai, disse Erdogan a repórteres em um voo para casa após uma viagem a três países balcânicos.

Segundo o presidente turco, um relatório do Conselho de Segurança da ONU publicado em julho identifica al-Sumaidai como "um dos altos responsáveis da organização terrorista" EI.

A imprensa turca disse que havia indícios de que al-Sumaidai poderia ser na verdade o homem conhecido com Abu Hasan al-Hashimi al-Qurashi, um iraquiano autoproclamado o novo califa, ou líder, de todo o EI.

Erdogan apenas se referiu a Sumaidai como um alto responsável do EI na Síria.

"As conexões deste terrorista na Síria e Istambul estavam sendo acompanhadas há muito tempo e obtivemos informações de inteligência de que entraria na Turquia ilegalmente", informou Erdogan.

Após a ascensão meteórica do EI em 2014 no Iraque e na Síria, onde conquistou vastos territórios, o grupo viu seu autoproclamado "califado" entrar em colapso após várias ofensivas.

O EI foi derrotado no Iraque em 2017 e na Síria dois anos depois, mas as células adormecidas do grupo extremista sunita seguem realizando atentados em ambos os países.

zak/pc/dbh/am/mvv