Turquia teme perder turistas russos

A Turquia, tal como todos os países dependentes do turismo, sofreu um pesado golpe com a pandemia, mas está a recuperar. Os russos constituem uma parte importante dos visitantes estrangeiros no país. Agora, com a guerra na Ucrânia e as sanções, o turismo na Turquia sofre um novo golpe. Não há restrições para viajar, mas os visitantes, muitas vezes, não conseguem pagar.

Niko, dono de um restaurante, que o diga: "Temos um problema com os cartões de crédito. Os russos vêm, tentam pagar com cartão, nós trazemos a máquina, mas não funciona. Ninguém fica contente, nem nós nem os clientes. Para os russos é difícil", conta.

Turismo necessário à economia

Os turistas russos continuam a vir à Turquia, enquanto se aperta o cerco da União Europeia. O governo ucraniano pediu que a UE e o G7 proíbam o turismo russo. O ministério dos negócios estrangeiros da Ucrânia não quis responder às perguntas da Euronews sobre se a Turquia deveria ou não fazer o mesmo. A Turquia teve um papel especial nesta guerra, ao fornecer drones à Ucrânia, mas ao mesmo tempo mantendo uma relação com a Rússia, sobretudo financeira.

Um iate, ancorado na costa sul da Turquia, pertence alegadamente ao multimilionário russo Dmitry Kamenshchik. É um dos muitos iates de oligarcas russos agora na costa da Turquia, depois das sanções do Ocidente. Em agosto, os Estados Unidos advertiram as empresas turcas que poderiam ser penalizadas se trabalhassem com russos alvo de sanções.

Ancara promete continuar as relações com os parceiros sem contornar as sanções que foram impostas à Rússia, mas o país precisa desesperadamente de fazer negócios, numa altura em que a taxa de inflação anda perto dos 80%. É, também, a popularidade do presidente Recep Tayyip Erdoğan que está em jogo.

A Euronews falou com o economista Can Selçuki, que diz que o turismo é vital para a economia do país e para que Erdoğan mostre bons resultados económicos, a um ano de enfrentar as eleições mais difíceis desde que chegou ao poder: "Dada a macroeconomia da Turquia, neste momento, e a necessidade de divisas, diria que os turistas russos são muito necessários".

Os russos representam cerca de metade dos clientes de Niko: "A economia está muito mal, mas graças aos russos que vêm para aqui, está estável, o que é muito bom", diz o empresário de restauração.