Tusk diz que Reino Unido deve dar resposta séria sobre direitos de cidadãos

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, em Bruxelas, em 29 de abril de 2017

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, pediu neste sábado uma "resposta séria" do Reino Unido em relação aos direitos dos cidadãos, tanto europeus quanto britânicos, afetados pelo Brexit, cuja proteção se tornou uma das prioridades do bloco.

"Se queremos realizar progressos substanciais, precisamos de uma resposta séria dos britânicos", afirmou Tusk em referência aos três milhões de europeus que vivem no Reino Unido e ao milhão de britânicos que vivem no resto do bloco, principalmente em Espanha.

"Precisamos de garantias reais para o nosso povo para viver, trabalhar e estudar no Reino Unido e o mesmo para os britânicos" que vivem na Europa, acrescentou o presidente do Conselho Europeu, ao término da cúpula na qual os líderes aprovaram suas orientações de negociação.

De acordo com Tusk, "assim que o Reino Unido der garantias reais aos nossos cidadãos, buscaremos uma solução rapidamente".

Os direitos dos cidadãos é uma das prioridades dos europeus nas negociações, junto com a conta que Londres deverá pagar ao abandonar a UE e a fronteira entre a Irlanda e a britânica Irlanda do Norte.