Twitter barra Marcos Cintra por endossar teses de Bolsonaro sobre urnas

***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 25.04.2019 - O economista Marcos Cintra. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 25.04.2019 - O economista Marcos Cintra. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Twitter suspendeu neste domingo (6) a conta do economista Marcos Cintra, vice de Soraya Thronicke (União Brasil) na disputa presidencial, por levantar dúvidas sobre a integridade das urnas eletrônicas, endossando as suspeitas infundadas levantadas por Jair Bolsonaro (PL).

"Há outras centenas, senão milhares de urnas com votações igualmente improváveis. Curiosamente, não há uma única urna em todo o país onde Bolsonaro tenha 100% dos votos", escreveu. "Se há suspeita em uma única urna, elas recaem sobre todo o sistema."

Cintra fez uma sequência de sete tuítes afirmando que dúvidas sobre o sistema eleitoral são legítimas e que ele não acredita que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) seja cúmplice de algum esquema fraudulento, embora os cidadãos tenham de exigir esclarecimentos das autoridades.