Twitter coloca aviso sobre descumprimento de regras em publicação de Osmar Terra

O ex-ministro da Cidadania e deputado federal Osmar Terra

O Twitter incluiu um aviso sobre violação de regras da plataforma em uma mensagem publicada neste sábado pelo ex-ministro da Cidadania e deputado federal Osmar Terra (MDB-RS). No texto, o parlamentar contrariou recomendação do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde (OMS) ao afirmar que a "quarentena aumenta os casos do (novo) coronavírus".

"As Regras do Twitter aplicam-se a esse Tweet. No entanto, o Twitter determinou que pode ser do interesse público que o Tweet continue disponível", diz a mensagem afixada acima do conteúdo disponibilizado por Terra, que inclui um gráfico sobre casos da Covid-19 na Itália.

Tanto publicamente quanto nos bastidores da política em Brasília, Osmar Terra tem comparado a Covid-19 à gripe H1N1, que acometeu o país quando ele era secretário de saúde no Rio Grande do Sul. Na última quarta-feira, Terra esteve com o presidente Jair Bolsonaro em um encontro com médicos para o qual o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, não foi convidado. Ao comentar o episódio em um grupo de WhatsApp, Mandetta chamou o deputado de "Osmar Trevas".

Procurado pelo EXTRA, o Twitter informou que "anunciou recentemente em todo o mundo a expansão de suas regras para abranger conteúdos que forem eventualmente contra informações de saúde pública orientadas por fontes oficiais e possam colocar as pessoas em maior risco de transmitir Covid-19".

De acordo com a plataforma, a aplicação do aviso público (como ocorreu no caso de Osmar Terra) está "entre as medidas que podemos tomar em caso de violação a essas regras". A nota diz ainda que a rede social está utilizando a notificação para garantir "um registro público, oferecendo às pessoas mais contexto sobre o que seus líderes estão dizendo e garantindo que eles sejam capazes de se responsabilizar por seus comportamentos".

No domingo passado, o próprio presidente Jair Bolsonaro teve duas publicações apagadas pelo Twitter. Em uma deles, ele aparecia em um passeio pelo centro de Brasília, violando as orientações sobre a necessidade de restringir contatos sociais para combater a pandemia.