Twitter contrata escritório para processar Elon Musk por desistir de compra

O Twitter contratou o escritório especializado em fusões Wachtell, Lipton, Rosen & Katz para processar o bilionário Elon Musk por desistir da proposta de aquisição de US$ 44 bilhões da rede social, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto.

Musk x Twitter: após cancelamento, rede pode sair na frente em batalha judicial

Análise: Como fica o futuro do Twitter sem Elon Musk

A rede social pretende entrar com uma ação nos próximos dias. Já Musk contratou Quinn Emanuel Urquhart & Sullivan LLP, que o defendeu contra uma alegação de difamação em 2019. O escritório está representando Musk ainda em um processo aberto por acionistas que está em andamento após a tentativa fracassada de fechar o capital da Tesla em 2018.

As empresas e o bilionário não quiserem comentar. Delaware é o lar corporativo de mais da metade das empresas de capital aberto dos EUA, incluindo o Twitter, e mais de 60% das empresas da Fortune 500. Lá, os chamados juízes de chancelaria - especialistas em direito empresarial - ouvem casos sem júri e não podem conceder danos punitivos. É uma espécie de arbitragem, no qual um acordo pode ocorrer em alguns meses.

O Tribunal de Chancelaria de Delaware normalmente desaprova os esforços para desistir de acordos de fusão. Em 2000, a Tyson Foods concordou em adquirir a rival IBP. Logo após concordar com o negócio, o mercado de carnes sofreu uma queda vertiginosa, impactando financeiramente ambas as empresas. A Tyson argumentou que recebeu informações enganosas sobre os negócios da IBP e, portanto, não era mais obrigada a concluir a fusão de US$ 3,2 bilhões.

Mas o tribunal discordou de que houve uma mudança adversa relevante e decidiu que a Tyson deveria seguir com o acordo. A decisão se tornou um marco e o caso Tyson-IBP ainda é a base para a forma como tribunais e corporações interpretam a capacidade de um comprador de rescindir um acordo de fusão.

Os juízes também decidem se há pagamento de multa em caso de desistência do negócio. No acordo Musk-Twitter, essa taxa é de US$ 1 bilhão.

Entenda: Por que as contas fakes são a principal preocupação do Musk no Twitter?

Em um documento regulatório após o fechamento do mercado oficial na sexta-feira, Musk anunciou planos de desistir de sua oferta de US$ 54,20 por ação para comprar o Twitter, alegando que a empresa deturpou os dados dos usuários. O presidente do Twitter, Bret Taylor, respondeu prometendo cumprir o acordo no que promete ser uma árdua briga judicial.

As ações do Twitter fecharam em queda de 5,1%, a US$ 36,81 nas negociações oficiais, e caíram outros 4,8%, para cerca de US$ 35 no chamado after market

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos