Twitter diz que pagamento a denunciante não viola termos do acordo com Musk

(Reuters) - O Twitter disse nesta segunda-feira que os pagamentos feitos a um denunciante não violaram nenhum dos termos do acordo para compra da rede social por Elon Musk, depois que o bilionário citou a medida como um motivo adicional para deixar a transação.

Em uma carta ao Twitter na sexta-feira, os advogados de Musk disseram que a empresa não buscou seu consentimento antes de pagar 7,75 milhões de dólares ao denunciante Peiter Zatko e seus advogados, o que supostamente violaria o acordo entre as partes -- que restringe a rede social em alguns pagamentos.

Zatko, ex-chefe de segurança da empresa demitido em janeiro, acusou no mês passado o Twitter de alegar falsamente que tinha um plano de segurança sólido e dar declarações enganosas sobre suas defesas contra hackers.

Zatko se reunirá com o Comitê Judiciário do Senado dos Estados Unidos em 13 de setembro para discutir as alegações. Separadamente, o Twitter realiza uma reunião especial na terça-feira para que os acionistas votem sobre o acordo de compra.

Musk, que também comanda a empresa de carros elétricos Tesla, acusou o Twitter de deturpar os números de contas bot na rede social e tentou sair do acordo citando esses motivos.

Um julgamento no Tribunal de Delaware o acordo entre Musk e Twitter está programado para começar em 17 de outubro.

Os advogados de Musk não estavam imediatamente disponíveis para comentar.

(Por Nivedita Balu)