Twitter: Elon Musk terá que seguir regras da Europa

Elon Musk é o novo dono do Twitter (Getty Image)
Elon Musk é o novo dono do Twitter (Getty Image)
  • Após Elon Musk concluir compra do Twitter, União Europeia fez alerta;

  • Legislação da UE regulamenta atuação de redes sociais no país;

  • Empresas que não seguem regras podem ser multadas e banidas.

Enquanto Elon Musk conclui o acordo de compra do Twitter por US$ 44 bilhões (R$ 234), a União Europeia (UE) advertiu a plataforma, em resposta a uma publicação do novo dono.

Após o bilionário publicar que “o pássaro foi libertado”, comissário para o Mercado Interno do bloco econômico, o francês Thierry Breton, falou que a rede social precisará seguir as regras que regem as grandes plataformas digitais do continente. Nas palavras de Breton, “na Europa, o pássaro voará de acordo com as nossas regras”.

Na ocasião, ele ainda usou a hashtag “DSA”, uma referência à Lei de Serviços Digitais, um dos dois novos pacotes de legislação da União Europeia criados para apertar a regulamentação das redes sociais. Essa diretriz é complementada pela Lei dos Mercados Digitais.

A partir dessas ferramentas, a UE procura acabar com os abusos de poder dos gigantes do setor, além de impor um quadro rigoroso de obrigações. Caso as empresas não cumprirem com as novas normas, podem ser multadas em 6% do faturamento anual, correndo o risco de serem banidas da Europa.

O perfil oficial da Comissão Europeia no Twitter ainda relembrou algumas diretrizes que deverão ser seguidas pela plataforma. De acordo com a publicação, o Ato de Serviços Digitais europeu incentiva que companhias preguem a proteção de direitos fundamentais e trabalhem para reduzir a disseminação de conteúdos ilegais.

“Então, um homem agora é dono do maior debate do mundo. A necessidade de regras e responsabilidade é maior do que nunca! A autorregulação nas mídias sociais nunca funcionou… mesmo com personagens menores do que ele”, afirmou Guy Verhofstadt, ex-primeiro-ministro belga.