Twitter processa Elon Musk por desistir de acordo de R$ 239 bilhões

Twitter processa Elon Musk por desistir de acordo de R$ 239 bilhões
Twitter processa Elon Musk por desistir de acordo de R$ 239 bilhões
  • Elon Musk foi acusado de tentar “destruir a empresa, interromper suas operações, destruir o valor dos acionistas e ir embora”;

  • O Twitter quer forçar Musk a concluir a fusão ao preço original acordado de US$ 54,20 por ação;

  • A queixa foi apresentada no Tribunal de Chancelaria de Delaware nos Estados Unidos.

O Twitter processou Elon Musk nesta terça-feira (12) por desistir do acordo de US$ 44 bilhões para comprar a plataforma de mídia social, acusando o homem mais rico do mundo de tentar “destruir a empresa, interromper suas operações, destruir o valor dos acionistas e ir embora”.

O Twitter quer forçar Musk a concluir a fusão ao preço original acordado de US$ 54,20 por ação do Twitter, de acordo com a queixa apresentada no Tribunal de Chancelaria de Delaware nos Estados Unidos.

“Tendo montado um espetáculo público para colocar o Twitter em jogo, e tendo proposto e assinado um acordo de fusão favorável ao vendedor, Musk aparentemente acredita que ele – ao contrário de todas as outras partes sujeitas à lei contratual de Delaware – é livre para mudar de ideia, jogar fora o empresa, interromper suas operações, destruir o valor do acionista e ir embora”, escreveu o Twitter.

“Esse repúdio segue uma longa lista de violações contratuais materiais por Musk que desanimaram o Twitter e seus negócios”, acrescentou a empresa.

O processo ocorre depois que Musk disse na sexta-feira que estava rescindindo o acordo de aquisição porque o Twitter não forneceu informações adequadas sobre contas falsas no site.

Na ação, o Twitter mais uma vez negou que não havia dado a Musk informações adequadas sobre bots e revidou um tweet escatológico postado pelo chefe da Tesla.

O novo arquivo inclui uma captura de tela de um emoji de cocô que Musk postou no Twitter em resposta às declarações do CEO Parag Agrawal sobre as medidas que a empresa está tomando para reprimir os bots. O Twitter argumentou que o tweet é um dos muitos exemplos de Musk “depreciando” o Twitter em violação do acordo.

Em documento enviado a agência responsável por regular o mercado de capitais americanos, a SEC , os advogados de Musk alegaram que “o Twitter está violando materialmente várias disposições” do acordo de compra” e que a empresa “parece ter feito declarações falsas e enganosas nas quais Musk se baseou ao celebrar o Acordo de Fusão. .”

A equipe jurídica do CEO da Tesla acrescentou que o Twitter ignorou e rejeitou injustificadamente solicitações de dados sobre como a empresa calcula qual porcentagem de seus usuários são bots. O Twitter diz que o número é inferior a 5%, enquanto Musk afirmou que poderia ser muito maior.

Após o anúncio de desistência de Musk na sexta-feira, o presidente do Twitter, Bret Taylor, disse que a empresa de mídia social planeja “prosseguir uma ação legal para fazer cumprir o acordo de fusão” e estava “confiante de que prevaleceremos no Tribunal de Chancelaria de Delaware”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos