Uber Moto chega ao Rio e a São Paulo para transporte de passageiros

A Uber lança mais um serviço a passageiros nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo nesta quinta-feira com a chegada do Uber Moto, serviço para passageiros em motocicleta. O valor das corridas serão menores do que as praticadas no UberX, segundo a empresa, opção até então com valor mais baixo na plataforma. A novidade chega às capitais após passar por outros municípios, sendo o primeiro deles em Aracaju, em Sergipe, em novembro de 2020, e seguindo para mais de 160 cidades.

IPVA 2023: Guia reúne tudo sobre imposto, licenciamento e como regularizar seu veículo

Calendário e valores: Saiba como calcular o IPVA 2023

Segundo a empresa, para se cadastrar no aplicativo da Uber e dirigir na nova modalidade, o motociclista precisa ter CNH definitiva com a observação de atividade remunerada (EAR). Em todas as viagens serão oferecidos seguro para acidentes pessoais tanto para usuários quanto para os condutores.

O motociclista deve oferecer um capacete para o passageiro em todas as corridas e o item de segurança deve ser higienizado a cada uso, de acordo com a Uber, numa das medidas de higiene e de combate à Covid-19. Caso prefira, o passageiro pode usar item próprio durante a corrida.

Porsche, Ferrari, Lamborghini e McLaren: confira os seis carros com IPVA mais caro do Rio

Com a novidade, foi disponibilizada uma série de vídeos educativos desenvolvidos em parceria com especialistas em segurança viária e um podcast para os usuários e motociclistas sobre direção segura e o respeito às leis de trânsito. Os conteúdos são enviados para quem utiliza a modalidade.

"Antes de desembarcar nas duas maiores cidades brasileiras, passamos mais de dois anos estudando o uso do produto em diversos lugares e avaliamos o comportamento que o Uber Moto teve em diferentes municípios brasileiros. O que percebemos é que, além dos deslocamentos rotineiros, existe um uso constante de chegada e partida de estações e terminais de ônibus, trens e metrô, comprovando que esse é um produto que também complementa o deslocamento de usuários que utilizam a malha pública de transportes", disse Luciana Ceccato, diretora de marketing da Uber no Brasil, em nota divulgada.