Uber prevê resultado de 4º tri acima do esperado e ações sobem

Por Nivedita Balu

BENGALURU, Índia (Reuters) - A Uber previu lucro operacional no quarto trimestre acima das estimativas de Wall Street, apostando em controles de custos e aumento da demanda, o que elevava as ações da empresa em 10% antes da abertura dos negócios.

“Vimos essas tendências (de melhora da demanda) continuarem no quarto trimestre, com outubro sendo nosso melhor mês de todos os tempos para mobilidade e total de reservas brutas da empresa”, disse o presidente-executivo, Dara Khosrowshahi. A receita do segmento de viagens compartilhadas aumentou 73% no terceiro trimestre.

A empresa, que enfrentou uma escassez de motoristas durante a pandemia, disse que os motoristas ativos voltaram aos níveis de setembro de 2019, já que a inflação levou muitos a procurarem fontes de renda adicional.

A empresa, no entanto, também pretende reduzir as contratações e reduzir despesas para expandir a lucratividade em meio às incertezas macroeconômicas, com Khosrowshahi enfatizando a importância de "não ter nada como garantido".

A empresa prevê Ebitda ajustado para o quarto trimestre entre 600 milhões e 630 milhões de dólares. Analistas esperavam 569,39 milhões de dólares, segundo dados da Refinitiv.

As reservas brutas, ou o valor total em dólares de seus serviços, devem crescer entre 23% e 27% em comparação com um aumento de 26% no trimestre encerrado em 30 de setembro.

A receita aumentou 72% no terceiro trimestre, para 8,34 bilhões de dólares, e o lucro ajustado foi de 516 milhões de dólares, ambos superando as estimativas do mercado. No entanto, o prejuízo trimestral chegou a 1,2 bilhão de dólares, principalmente devido a investimentos em ações.

As ações dos pares Lyft e DoorDash, que devem divulgar resultados ainda este mês, subiam cerca de 5%.