Ucrânia acusa Rússia de destruir navios civis no rio Dnipro

KIEV (Reuters) - O exército ucraniano acusou a Rússia neste domingo da destruição em larga escala de embarcações civis ancoradas nas margens do rio Dnipro, na região ocupada de Kherson, no sul do país, que as forças de Kiev estão tentando capturar.

As forças ucranianas vêm pressionando as tropas russas na margem ocidental do rio Dnipro, que corta a Ucrânia, alimentando especulações de que as tropas de Moscou estão se preparando para recuar para o outro lado.

O porta-voz do Estado-Maior ucraniano disse em um comunicado que o combustível dos navios destruídos vazou no delta do rio e também acusou as forças de Moscou de se apropriar dos motores e outros equipamentos das embarcações.

O Estado-Maior ucraniano não deu nenhuma explicação para as ações de Moscou. Destruir navios civis impediria as forças ucranianas de usá-los caso decidissem cruzar para o lado leste na ocorrência de qualquer retirada russa.

O Ministério da Defesa russo não comentou de imediato.

A declaração serve um padrão de crescente tensão na região onde autoridades de ocupação instaladas na Rússia disseram neste domingo que um ato de sabotagem havia interrompido o fornecimento de energia e água na cidade de Kherson e em vários assentamentos.

(Por Tom Balmforth)