Ucrânia acusa Rússia pela morte de 14 civis na região do Donbass

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 14.11.2019 - O presidente russo, Vladimir Putin, durante reunião do Brics, no Palácio do Itamaraty, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 14.11.2019 - O presidente russo, Vladimir Putin, durante reunião do Brics, no Palácio do Itamaraty, em Brasília. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Militares da Ucrânia afirmaram que ao menos 14 civis foram mortos e outros 15 ficaram feridos durante ataques feitos pelas forças russas, nesta terça-feira (24), em Donetsk e Lugansk, no leste do país.

Segundo autoridades ucranianas, tropas do presidente Vladimir Putin usaram aeronaves, lançadores de foguetes, artilharia, tanques, morteiros e mísseis durante ofensivas contra alvos nas duas regiões.

Donetsk e Lugansk estão na região do Donbass, ocupada por separatistas apoiados pelo Kremlin e cujo controle é um dos objetivos declarados de Moscou. Na semana passada, o presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, afirmou que os russos transformaram o Donbass em um "inferno" e que a situação na região é bastante grave.

"As próximas semanas de guerra serão difíceis", disse Zelenski nesta segunda (23).

Em meio a intensificação dos ataques russos no Donbass, forças ucranianas conseguiram afastar tropas invasoras da capital Kiev e de Kharkiv.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos