Ucrânia ataca ponte estratégica na cidade ocupada de Kherson

REUTERS - ALEXANDER ERMOCHENKO

Uma série de ataques ucranianos destruiu parcialmente uma ponte estratégica em Kherson, cidade ocupada por forças russas, anunciaram as autoridades nesta quarta-feira (27). A Ucrânia realiza, neste momento, uma contraofensiva no sul do país.

A ponte Antonovski, em um subúrbio de Kherson, é fundamental para o abastecimento da região: ela é a única que liga a cidade à margem sul de Dnieper e ao resto da região de Kherson.

"Aqueles que atiraram na ponte apenas tornaram a vida um pouco mais difícil para a população", declarou à imprensa russa o representante das autoridades de Moscou de ocupação, Kirill Stremousov, minimizando o impacto do incidente.

"Não terá influência no resultado dos combates", acrescentou ele, sem especificar a extensão dos danos. De acordo com Stremousov, "tudo está planejado", e o exército russo instalará pontes militares e outras estruturas para permitir a travessia do rio.

Kherson, capital da região homônima, está localizada a poucos quilômetros da frente onde as forças ucranianas lançaram uma contraofensiva para reconquistar esses territórios perdidos nos primeiros dias da ofensiva russa contra a Ucrânia.

"Os ocupantes devem aprender a nadar para atravessar o [rio] Dnieper. Ou deixar Kherson enquanto puderem", tuitou Mikhaïlo Podoliak, conselheiro da presidência ucraniana, comentando sobre o ataque contra a ponte Antonovski.

Trabalho "delicado e cirúrgico"

Natalia Goumenyuk, porta-voz do Comando Sul das Forças Armadas Ucranianas, também confirmou os ataques à ponte à imprensa do seu país. O trabalho da artilharia é "delicado e cirúrgico" e "pretende desmoralizar as tropas" inimigas, acrescentou ela. A contraofensiva da Ucrânia na região já permitiu o avanço das tropas nas últimas semanas e a aproximação da frente de Kherson.

A região é essencial para a agricultura ucraniana também é estratégica por fazer fronteira com a península da Crimeia, anexada por Moscou em 2014. Ao ocupá-la, a Rússia conseguiu construir uma ponte terrestre para ligar a Crimeia ao território russo e outras regiões.

As autoridades de ocupação também estão planejando um referendo sobre a anexação de Kherson e da região vizinha de Zaporijjia.

(Com informações da AFP)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos