Ucrânia diz que Rússia destruiu central elétrica de Kherson antes de retirada

A companhia de eletricidade ucraniana Ukrenergo informou nesta segunda-feira (14) que a Rússia destruiu uma importante usina antes de se retirar da margem ocidental do rio Dnieper, em Kherson (sul), na semana passada.

"A instalação (...) que abastecia de energia toda a margem direita da região de Kherson e uma parte importante da região de Mykolaiv está praticamente destruída", declarou o diretor da Ukrenergo, Volodimir Kudrytskyi, em uma postagem no Facebook, acrescentando que se tratavam de "consequências da ira dos ocupantes antes de fugir".

“A maior parte liberada da região de Kherson está sem eletricidade desde 6 de novembro”, declarou Kudrytskyi. “Estamos fazendo o que podemos para fornecer energia elétrica às pessoas o quanto antes.”

Segundo ele, a Ucrânia “entregou a lista dos equipamentos necessários para a região de Kherson a nossos parceiros estrangeiros”. “Polônia e França já responderam”, disse.

Na sexta-feira, a Rússia indicou que havia terminado de retirar suas forças da margem ocidental do rio Dnieper, depois que Moscou anunciou que teve que tomar uma "decisão difícil" diante do avanço do exército ucraniano.

A cidade de Kherson foi o primeiro grande centro urbano a cair nas mãos das forças russas e a única capital regional que os russos conseguiram capturar.

A região é uma das quatro que o Kremlin anunciou em setembro ter anexado.

bur/gw/jvb/meb/ic