Ucrânia diz que tropas russas foram obrigadas a recuar em cidade-chave ao leste

Vista de destruição em Sievierodonetsk, na Ucrânia, em meio a conflito com Rússia.

Por Max Hunder

KIEV (Reuters) - Kiev afirmou neste sábado que está obrigando tropas russas a recuar em Sievierodonetsk, com intensas batalhas na cidade, foco da ofensiva russa para tomar a região de Donbas.

Serhiy Gaidai, governador da província de Luhansk, disse que as forças russas sofreram várias derrotas e estavam explodindo pontes no rio Siverskyi Donets para impedir que a Ucrânia traga reforços e entregue auxílio a civis em Sievierodonetsk.

"Neste momento, nossos soldados os empurraram para trás, eles (os russos) estão sofrendo grandes baixas", afirmou Gaidai.

O governador afirmou que as forças ucranianas recuperaram cerca de um quinto do território que haviam perdido na cidade.

As duas equipes sofreram perdas significativas em confrontos na cidade industrial da era soviética, cujas ruas estão cheias de crateras e veículos destruídos.

Sievierodonetsk, vizinha Lysychansk, seria a última cidade que a Rússia precisa capturar para ter controle total de Luhansk que, ao lado da província de Donetsk, compõe Donbas. A região se tornou foco da Rússia, com o presidente Vladimir Putin tentando se recuperar após falhar na tentativa de tomar a capital Kiev.

O exército da Ucrânia disse neste sábado que a Rússia usou artilharia para conduzir operações de ataque em Sievierodonetsk, mas as forças russas recuaram, e as tropas ucranianas estão mantendo suas posições dentro da cidade.

O ministério da Defesa do Reino Unido disse que as atividades aéreas da Rússia seguem altas em Donbas, com aviões russos fazendo ataques com munições guiadas e não-guiadas.

O ministério da Defesa da Rússia disse que suas forças derrubaram um avião de transporte militar ucraniano carregando armas e munições perto do porto de Odesa, no Mar Negro.

Dezenas de milhares morreram, milhões foram retirados de suas casas e a economia global foi prejudicada por uma guerra que marcou seu 100º dia na sexta-feira.

A Ucrânia disse neste sábado que não faz sentido negociar com a Rússia até que as forças de Moscou sejam empurradas para o mais longe possível na direção das fronteiras da Ucrânia.

Autoridades ucranianas estão contando com sistemas de mísseis avançados que foram recentemente prometidos por Estados Unidos e Reino Unido para ganhar a vantagem na guerra, e soldados ucranianos já começaram a treinar com eles.

Moscou disse que as armas ocidentais vão colocar "gasolina no fogo", mas não mudarão o curso do que chama de operação especial para livrar a Ucrânia de nacionalistas perigosos.

A Ucrânia é uma das principais fontes de grãos e óleo de cozinha do mundo, mas seus embarques foram em grande parte cortados pelo fechamento dos portos no Mar Negro, com mais de 20 milhões de toneladas de grãos armazenados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos