Ucrânia e Ocidente criticam "cessar-fogo" russo

Oficiais falam em "hipocrisia" e lembram ataques durante o Natal