Ucrânia pedirá armas pesadas quando autoridades de alto escalão dos EUA visitarem Kiev

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Membros do exército ucraniano no vilarejo de Kozarovychi, próximo à Kiev
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Pavel Polityuk e Natalia Zinets

KIEV (Reuters) - O secretário de Estado dos Estados Unidos, Antony Blinken, e o secretário de Defesa, Lloyd Austin, devem visitar Kiev neste domingo para discutir o pedido da Ucrânia por armas mais poderosas, dois meses após o início da invasão russa.

A viagem, anunciada pelo presidente ucraniano Volodymyr Zelenskiy no sábado, representaria a visita do mais alto nível de autoridades norte-americanas ao país desde que tanques russos invadiram a Ucrânia, em 24 de fevereiro.

A Casa Branca não confirmou qualquer visita de Blinken e Austin. O Departamento de Estado dos EUA e o Pentágono se recusaram a comentar.

Conforme os cristãos na Ucrânia comemoravam a Páscoa ortodoxa neste domingo, não havia fim à vista para uma guerra que já matou milhares de pessoas, desabrigou milhões e reduziu cidades a escombros.

Zelenskiy havia dito anteriormente que as conversas com seus visitantes dos EUA abordariam as "armas poderosas e pesadas" que a Ucrânia precisa para retomar seu território.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos