Ucrânia poderá exportar só 2 mi t de grãos por mês se portos permanecerem bloqueados

Espigas de trigo em um campo perto da aldeia de Zhovtneve

Por Maytaal Angel

LONDRES (Reuters) - A Ucrânia só poderá exportar no máximo 2 milhões de toneladas de grãos por mês se a Rússia se recusar a suspender o bloqueio aos portos do país no Mar Negro, disse Taras Vysotskyi, primeiro vice-ministro de Política Agrária e Alimentação da Ucrânia, nesta terça-feira.

A Ucrânia está tentando exportar seus vastos estoques de grãos por rodovias, rios e ferrovias para ajudar a evitar uma crise alimentar global, mas essas rotas enfrentam severas restrições de capacidade.

Antes de a Rússia invadir a Ucrânia em 24 de fevereiro, o país exportava até 6 milhões de toneladas de grãos por mês. Desde que os embarques de grãos dos portos do Mar Negro da Ucrânia pararam, mais de 20 milhões de toneladas de grãos estão presos nos silos do país.

"Acho que atingimos o limite. A maior quantidade que podemos exportar é cerca de 2 milhões de toneladas por mês", disse Vysotskyi, falando por videoconferência a participantes de uma conferência do Conselho Internacional de Grãos (IGC) em Londres.

Ele disse que mesmo que o bloqueio portuário da Rússia seja suspenso, a Ucrânia precisará de cerca de seis meses para realizar a desminagem das águas ao redor de seus portos do Mar Negro, o que significa que o mundo ficará sem grãos por algum tempo.

A Ucrânia é o quarto maior exportador de grãos do mundo.

Os preços globais do trigo atingiram recordes em março e o aumento dos preços dos alimentos desencadeou protestos nos países em desenvolvimento, além de contribuir para uma aceleração das taxas de inflação global em todo o mundo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos