Ucrânia: Putin considera "positivas" primeiras reações americanas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Durante sua longa coletiva de imprensa anual com a mídia local e estrangeira nesta quinta-feira (23), o presidente russo, Vladimir Putin, foi menos enfático do que nos últimos dias quando falou do impasse de Moscou com Washington e da ameaça de invasão da Ucrânia.

Por Anissa El Jabri, correspondentes da RFI em Moscou, e Anastasia Becchio, do serviço internacional da RFI

Diante dos jornalistas, Putin afirmou julgar "positivas" as primeiras reações americanas às demandas de Moscou para resolver a crise russo-ocidental em torno da Ucrânia, o que está fazendo estremecer o equilíbrio de segurança europeu resultante da Guerra Fria.

A Rússia propôs dois tratados, um para os Estados Unidos e outro para os países da Otan, para proibir qualquer ampliação da Aliança Atlântica, principalmente para a Ucrânia, e o fim de todas as atividades militares ocidentais nas proximidades das fronteiras russas.

“Para o que precisamos nos preparar? Um jornalista da NTV perguntou ao presidente russo. "A Rússia está se concentrando", respondeu Vladimir Putin. O presidente russo repete suas condições - não haverá mais expansão da Otan para o Leste - e continua a atribuir a responsabilidade pela crise aos ocidentais, que não cumprem suas promessas; e à Ucrânia, que se recusa, em sua opinião, a pôr em prática os acordos de Minsk.

Políticas anti-Rússia

Discussões em Genebra


Leia mais

Leia também:
Ucrânia: como os civis se preparam para um possível ataque russo
Voo russo é desviado para evitar avião espião da Otan, afirma Moscou
G7 alerta Rússia sobre "enormes consequências" em caso de uma invasão da Ucrânia

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos