Ucrânia: Três combatentes estrangeiros são condenados à morte em Donetsk

Dois britânicos e um marroquino capturados enquanto lutavam ao lado de forças ucranianas foram condenados à morte nesta quinta-feira (9) por um tribunal na República Separatista Autoproclamada de Donetsk (RPD), no leste da Ucrânia, reconhecida pela Rússia, informaram agências de notícias russas.

Os britânicos Aiden Aslin e Shaun Pinner e o marroquino Brahim Saadoun foram considerados culpados de "atividades e ações mercenárias destinadas a tomar o poder e derrubar a ordem constitucional da RPD", afirmou um funcionário do tribunal citado pela Interfax. O advogado dos condenados anunciou que eles irão apelar.

O Reino Unido se declarou profundamente preocupado com as condenações e atuará com as autoridades de Kiev para buscar a libertação daqueles que lutam ao lado das forças ucranianas, informou o porta-voz do primeiro-ministro britânico.

"Estamos obviamente muito preocupados. Repetimos que os prisioneiros de guerra não devem ser explorados por razões políticas", acrescentou o porta-voz de Boris Johnson, enquanto a chefe da diplomacia, Liz Truss, denunciou um "julgamento simulado sem qualquer legitimidade".

(Com informações da AFP)


Leia mais

Leia também:
Soldado russo de 21 anos é condenado à prisão perpétua no 1° julgamento por crimes de guerra na Ucrânia
Ucrânia: Jornalista francês é morto quando cobria operação humanitária no Donbass
"Uma das nossas metralhadoras data de 1933" : soldados ucranianos relatam as dificuldades no front

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos