Ucrânia: gato recebe oxigênio e é salvo após incêndio

Gato é resgatado (Reprodução / UOL / Facebook / The State Emergency Service Of Ukraine)
Gato é resgatado (Reprodução / UOL / Facebook / The State Emergency Service Of Ukraine)
  • Bombeiros salvaram animal de incêndio no prédio

  • Gato estava sem sinal de vida, mas foi tirado do local

  • Ele recebeu auxílio de um aparelho com oxigênio

Uma equipe do Corpo de Bombeiros da Ucrânia resgatou um gato de um incêndio na última segunda-feira (9), em meio a invasão russa iniciada em 24 de fevereiro.

De acordo com corporação, a equipe foi acionada para um incêndio que estava ocorrendo em uma sala de estar num prédio residencial de cinco andares.

Ao chegarem no local, os socorristas notaram que havia um gato deitado na sala coberta de fumaça, sem sinal de vida. Ainda assim, ele foi levado para fora do edifício, onde recebeu os primeiros socorros.

Em um vídeo compartilhado pela equipe nas redes sociais é possível observar que o gato recebe ajuda de um aparelho de oxigênio para voltar a respirar.

Voluntários resgatam animais na China

Há três semanas, um grupo de voluntários de Xangai, na China, se organizou para salvar os animais de estimação cujos donos foram isolados em centros de quarentena pela covid-19, no marco da política chinesa de tolerância zero contra o vírus.

Quando seu teste de covid-19 deu positivo, Sarah Wang, de 28 anos, disse que sua primeira preocupação foi com quem iria cuidar de seu gato.

A política "zero covid" da China afirma que, se alguém contrair o vírus, será enviado para centros de quarentena, às vezes durante semanas, deixando seus animais à mercê das autoridades locais. O número de pessoas com animais de estimação disparou nos últimos anos na China, principalmente em centros cosmopolitas, como Xangai.

Além dos temores de que os animais não sejam alimentados, ou sejam abandonados, um vídeo que mostra um agente de saúde de Xangai espancando um cachorro até a morte causou revolta na população.

As imagens geraram "puro pânico", disse Erin Leigh, de 33 anos, a principal organizadora de um serviço de resgate de emergência criado para ajudar esses animais de estimação.

Após o vídeo, ela recebeu uma enxurrada de pedidos de proprietários "desesperados por salvar seus animais". Sua empresa de cuidado de animais se transformou em uma rede com milhares de voluntários não remunerados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos