Ucranianos capturados são presos em 'campos de filtragem' ou enviados a áreas remotas, diz CNN

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Cidadãos ucranianos estariam sendo realocados à força para áreas remotas da Rússia depois de passarem por "campos de filtragem" em cidades fronteiriças.

As informações são da CNN americana com base em depoimentos de testemunhas, fontes da inteligência ocidental, que falaram sob anonimato, e organizações de defesa de direitos humanos.

Segundo a emissora, os "campos de filtragem" funcionam como postos de controle em que ucranianos são investigados e ficam detidos por semanas. A maior parte é enviada a áreas remotas da Rússia, muitas vezes sem documentos e sem dinheiro, mas também há os que desaparecem sem deixar vestígios —a suspeita é de execução.

De acordo com fontes ouvidas pela reportagem, a maioria dos que são enviados à força à Rússia é de mulheres, crianças e idosos. Os que representam, de alguma forma, risco aos interesses de Moscou estão entre os que desaparecem ou ficam detidos nos campos, sob condições precárias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos