UE aprova adoção do euro pela Croácia a partir de 2023

A União Europeia deu a aprovação final para que a Croácia se torne o 20º país do bloco a adotar o euro como moeda oficial. Essa foi a primeira expansão na zona da moeda única europeia em quase dez anos. Dessa maneira, a kuna croata deixará de circular no país no próximo ano.

Boris Johnson: 'Políticos britânicos têm medo de discutir retorno à União Europeia', diz analista após queda de premier

'Fim do Velho Oeste digital': União Europeia chega a acordo histórico para regular criptoativos

A adoção do euro pela Croácia significa que o país vai aumentar seus laços econômicos com países da zona, diminuindo barreiras monetárias e aumentando a integração entre os países. Ao mesmo tempo, as autoridades financeiras croatas perdem o poder de definir os rumos da política monetária do país, já que o Banco Central Europeu (BCE) é quem centraliza as questões ligadas ao euro.

O BCE já deu declarações de que pretende elevar os juros em pelo menos 25 pontos percentuais neste ano para conter a inflação. Seria a primeira vez em 11 anos que a entidade faria uma mudança desta magnitude.

Desafio: União Europeia pretende reduzir a dependência de gás da Rússia em quase 80% este ano

A entrada no euro também tem recompensas políticas porque a moeda compartilhada é o projeto mais ambicioso da Europa para integrar nações, dando-lhes um lugar no núcleo da UE. Isso significa um assento nas principais mesas decisórias do bloco.

A adesão ao euro exige que um país cumpra um conjunto de condições econômicas. Estes estão relacionados com a baixa inflação, finanças públicas sólidas, uma taxa de câmbio estável e custos de empréstimos limitados. A Croácia estava há quase 10 anos adotando estas medidas para atingir os requisitos para entrar na zona.

O último país a entrar na zona do euro foi a Lituânia, em 2015.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos