UE autoriza uso da vacina anticovid da Johson&Johnson

·1 minuto de leitura
(Arquivo) A Agência Europeia de Medicamentos aprovou a vacina contra covid-19 da Johnson & Johnson

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou nesta quinta-feira (11) que a instituição autorizou a aplicação da vacina desenvolvida pelo laboratório Johnson&Johnson contra a covid-19.

O laboratório norte-americano afirmou em comunicado que as primeiras doses devem chegar à UE "depois de meados de abril".

Pouco antes, a Agência Europeia de Medicamentos (EMA) havia aprovado a vacina Johnson & Johnson, a quarta autorizada na UE, depois dos imunizantes da Pfizer, BioNTech, AstraZeneca e Moderna.

"Esta é a primeira vacina que pode ser usada com uma só dose", disse Emer Cooke em comunicado, diretora executiva da agência com sede em Amsterdã.

A decisão representa um impulso para o lento programa de vacinação na UE.

A gigante farmacêutica americana J&J solicitou em 16 de fevereiro a aprovação da vacina, desenvolvida pela sua filial Janssen.

A vacina previne a covid-19 nos casos moderados a graves em 66,1% depois de 28 dias da aplicação da injeção, mas aumenta para 85,4% se considerada apenas a versão grave da doença.

Do ponto de vista logístico, a vacina da J&J é a mais atraente, já que não exige uma rede de armazenamento em baixas temperaturas e, principalmente, precisa de apenas uma dose.

ahg/jz/tt/aa/jc/mvv