UE deve tirar Japão de lista de viagens seguras, dizem diplomatas

·1 minuto de leitura

BRUXELAS (Reuters) - A União Europeia provavelmente retirará o Japão e pelo menos cinco outros países de sua lista de destinos de viagens seguros, o que significa que visitantes ou pessoas voltando destas nações podem enfrentar controles mais rígidos, como exames de Covid-19 ou quarentenas.

Um comitê de saúde especial da UE propôs remover Japão, Albânia, Armênia, Azerbaijão, Brunei e Sérvia, disseram diplomatas do bloco nesta terça-feira, e a entidade também sugeriu que o Uruguai seja acrescentado.

Os embaixadores da UE que analisarão a proposta na quarta-feira costumam seguir o conselho do comitê. Em condições normais, uma decisão seria formalizada até o final da semana.

A lista almeja unificar as regras de viagem em todo o bloco de 27 países, mas não é imposta a nenhum deles, que têm liberdade de determinar suas próprias políticas de fronteira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos