UE impõe novas sanções à Coreia do Norte por seus testes nucleares

Bandeiras da União Europeia

A União Europeia (UE) aprovou nesta quinta-feira (6) novas sanções contra a Coreia do Norte por seus testes nucleares e balísticos, que interpreta como "uma grave ameaça à paz e à segurança internacional".

Essas novas medidas, que entrarão em vigor após a sua publicação na sexta-feira (7) no Diário Oficial da UE, também incluem proibições à "prestação de determinados serviços à pessoas ou entidades norte-coreanas", como os informáticos, relativos à mineração ou à indústria química, entre outros.

Os 28 Estados-membros também impuseram o congelamento de ativos financeiros e a proibição de vistos para mais quatro pessoas por apoiarem ou promoverem os programas nucleares e balísticos da Coreia do Norte. Com isso, a lista negra da UE aumenta para 41 o número de sancionados, ressaltou o Conselho em comunicado.

Essas novas sanções aparecem em um momento no qual o presidente americano, Donald Trump, e seu contraparte chinês, Xi Jinping, se reúnem no Estados Unidos para discutir, dentre outros assuntos, a questão norte-coreana.