Trump acusa Alemanha de dever grande quantidade de dinheiro à Otan e aos EUA

Washington, 18 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, acusou neste sábado a Alemanha de dever "grande quantidade de dinheiro" à Otan e a seu país, um dia após sua reunião na Casa Branca com a chanceler alemã, Angela Merkel.

Em sua conta pessoal da rede social Twitter, Trump indicou também que manteve uma "grande" reunião com Merkel, apesar das "falsas notícias" que, segundo sua opinião, apareceram nos veículos de imprensa.

"Apesar do que escutaram das FALSAS NOTÍCIAS, tive uma GRANDE reunião com a chanceler alemã, Angela Merkel", tuitou Trump, que está em sua residência de Mar-a-Lago, na Flórida.

O presidente acrescentou que, "no entanto, a Alemanha deve grandes somas de dinheiro à Otan e aos Estados Unidos, já que deve pagar mais pela poderosa e custosa defesa que é proporcionada à Alemanha".

Na entrevista coletiva que ofereceu junto a Merkel na sexta-feira desde a Casa Branca, Trump reiterou seu "forte apoio à Otan", mas ressaltou que é necessário que todos os países-membros "paguem sua parte".

"Muitas nações devem vastas quantidades de dinheiro (à Otan) e é muito injusto para os Estados Unidos. Estas nações devem pagar o que devem", afirmou Trump.

Em particular, o presidente americano exige que seus parceiros da Otan cumpram com o compromisso de elevar o orçamento de defesa até 2% do Produto Interno Bruto (PIB).

Merkel, por sua vez, ressaltou durante essa entrevista coletiva a "importância" da Aliança Atlântica e afirmou que a Alemanha reconhece a necessidade de "aumentar sua despesa" na defesa comum.

"Vamos trabalhar nisso", prometeu a chanceler alemã. EFE