UEFA investigará cantos exaltando Putin em jogo da Champions League

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Uma cena ocorrida extracampo fez mais barulho do que a vitória do Dínamo de Kiev sobre o Fenerbahçe, time de Jorge Jesus e Willian Arão, ambos ex-Flamengo, pela fase preliminar da Liga dos Campeões na quarta-feira. Um grupo de torcedores da equipe turca provocou os adversários ucranianos fazedo alusão a Vladmir Putin e a guerra que acontece desde fevereiro. A Uefa informou em uma nota disciplinar que irá investigar o caso e divulgar mais informações ao longo da apuração.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ouvir os cantos entoando o nome do presidente russo durante a partida. O momento ocorreu em reação ao gol do Dínamo de Kiev que abriu o placar contra a equipe turca.

O

Após o jogo, o Fenerbahçe se pronunciou condenando o gesto: "Estamos nos pronunciando contra um discurso que vai contra a nossa postura enquanto clube". A equipe aproveitou para lembrar de um amistoso que promoveu em abril contra o Shakhtar Donetsk, time da Ucrânia, como maneira de trazer atenção para a guerra, e reforçou que o lema adotado pela equipe em todos os canais oficiais foi "Guerra: não é coragem, é covardia". Apesar das fortes críticas, no entanto, o Fenerbahçe ressaltou que o gesto partiu de uma parte da torcida e não deve ser atribuído a todos os fãs, bem como ao clube.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos