UEFA pune oito gigantes por infração ao fair play financeiro

Multas impostas pela UEFA chegam a quase R$ 1 bilhão. PSG é o clube mais afetado.
Multas impostas pela UEFA chegam a quase R$ 1 bilhão. PSG é o clube mais afetado. Foto: (EMMANUEL DUNAND/AFP via Getty Images)

Sanções foram anunciadas pela UEFA nesta sexta-feira contra clubes que descumpriram o fair play financeiro no futebol europeu. Entre as equipes que sofreram as punições, estão o Paris Saint-Germain, Milan, Monaco, Roma, Beşiktaş, Inter de Milão, Juventus e Olympique de Marselha. Outros clubes, como o Barcelona, ainda estão sob investigação e, por isso, ainda não houve punição.

Em um comunicado emitido pelo Comitê Executivo da entidade máxima do futebol do Velho Continente, foi anunciado o acordo selado com as oito equipes citadas acima em um valor total de 172 milhões de euros, cerca de R$ 885 milhões na cotação atual: "O Comitê Executivo da UEFA celebrou acordos de conciliação com oito clubes, que aceitaram um total de 172 milhões de euros em contribuições financeiras, objetivos específicos e restrições desportivas condicionais e incondicionais ao longo dos próximos anos. Os valores acordados serão retidos da receita que esses clubes obtêm com sua participação nas competições de clubes da UEFA, ou serão pagos diretamente. Deste valor, 26 milhões de euros (15%) serão integralmente pagos agora, enquanto o saldo remanescente de 146 milhões de euros (85%) está condicionado ao cumprimento por estes clubes dos objetivos estabelecidos no respetivo acordo".

Leia também:

Estudos sobre os orçamentos das equipes desde o ano de 2018 até hoje foram a base da decisão tomada pela UEFA que impactou, principalmente, o PSG. No total, será necessário o pagamento de 65 milhões de euros, aproximadamente R$ 336 na cotação atual, pelo clube francês. De imediato, o dono e presidente do clube, Nasser Al-Khelaifi, terá de desembolsar o equivalente a R$ 51,7 milhões, o que conta como 15% do valor total da multa.

Segundo informações publicadas pelo jornal norte-americano The New York Times, a UEFA ainda investiga outros clubes europeus e pode, nos próximos dias, anunciar novas punições.