Uerj 2021: Especialista em correção de Redação dá dicas para candidatos que farão prova

Larissa Medeiros*
·2 minuto de leitura
Divulgação / Curso preparatório Escreva

RIO — A um mês da primeira fase do vestibular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), que será realizado no dia 28 de fevereiro, a moradora do Flamengo Maria Eduarda Accioly, de 18 anos, já sente na pele o nervosismo com o exame. Candidata pela segunda vez e sem aulas presenciais, ela conta que precisou se esforçar ainda mais para tentar uma vaga no curso de Direito.

— Foi complicado, mas me achei. Acordo às 7h, assisto às aulas da escola e, à tarde, fico entre fazer simulados e ver alguns temas antigos — explica.

Elaine Antunes, idealizadora do curso preparatório Escreva, em Botafogo, e especialista em correção de redação da Uerj, afirma que, em casa, ter horário é fundamental, mas o principal é dar atenção ao conteúdo que é estudado.

— Além de se organizar e ter rotina, é preciso pensar no conteúdo. Na redação, lembrar que o modelo é diferente do exigido pelo Enem. Sugiro sempre que leiam o edital e façam a checagem do que ainda precisa ser estudado. A leitura das obras exigidas pela banca deve ser feita com anotações e apoio de aulas que alimentem a discussão dessas leituras — orienta.

Sobre os conteúdos exigidos, a professora dá alguns conselhos.

— Este ano, em Redação, é importante associar a obra “1984”, de George Orwell, ao contexto atual e pensar em temas possíveis. Já para Linguagens, a leitura deve ser do “O triste fim de Policarpo Quaresma”, de Lima Barreto, com o mesmo objetivo — indica.

Para o dia anterior à prova, Elaine sugere uma jornada mais leve.

— A véspera é momento de descansar e se alimentar bem. Sugiro ver um vídeo ou um documentário, mas sem tensão. Acho que a agonia de 2020 precisa acabar para esses alunos, que estão carentes de leveza — sugere.

*Estagiária, sob a supervisão de Milton Calmon Filho

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)