UFF vai construir hospital exclusivo para síndrome pós-Covid

·1 minuto de leitura
Projeto da segunda unidade do Hospital Antonio Pedro, em Niterói (RJ)
Projeto da segunda unidade do Hospital Antonio Pedro, em Niterói (RJ)
  • A UFF vai construir o primeiro hospital totalmente dedicado ao tratamento da síndrome pós-Covid

  • Unidade será erguida ao lado do Hospital Antonio Pedro, em Niterói (RJ)

  • Síndrome pós-Covid provoca fraqueza, fadiga, falta de ar, dificuldade de concentração e memória

A UFF (Universidade Federal Fluminense) vai construir o primeiro hospital brasileiro totalmente dedicado ao tratamento da chamada síndrome pós-Covid-19. A nova unidade será erguida ao lado do Hospital Antonio Pedro, em Niterói (RJ).

Segundo reportagem do jornal O Globo, é um projeto multidisciplinar (para atender o paciente com sequelas da doença) e contará com médicos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas e preparadores físicos, entre outros profissionais.

Leia também:

Em Niterói, a ocupação de leitos de UTI por pacientes com Covid-19 nos hospitais particulares está em crescimento, atingindo 43% na semana passada. Na semana anterior, a taxa era de 32%, de acordo com Graccho Alvim, diretor da Associação de Hospitais Privados do Estado do Rio.

Em São Gonçalo, o percentual é de 51%. O avanço da variante Delta já sobrecarrega as redes pública e privada de saúde em todo o estado.

Estudo do Hospital das Clínicas da USP, divulgado em julho pela Folha de S.Paulo, mostrou que, depois de um ano da alta hospitalar, 60% dos pacientes que foram internados em decorrência da Covid-19 apresentam algum tipo de sequela.

Entre as possíveis consequências geradas pela doença estão fraqueza, fadiga, falta de ar, dificuldade de concentração e memória.

O trabalho do Hospital das Clínicos acompanhou 750 pacientes que foram internados no local durante o primeiro semestre de 2020. O levantamento mostrou que um terço deles continuam com alterações pulmonares importantes.

O objetivo é que os pacientes sigam sendo monitorados, durante quatro anos. Os envolvidos estão fazendo tratamentos em áreas diferentes, como fisioterapia, saúde mental e cardiovascular.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos