UFRJ também vai recomendar 'lockdown' no estado do Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) deve enviar nesta sexta-feira (8) ao Ministério Público um ofício no qual recomenda a "lockdown" no estado para conter o avanço do novo coronavírus.

O MP havia solicitado à universidade informações de estudos para ajudar gestores nas decisões quanto a medidas mais rígidas de isolamento.

Para a universidade, além do "lockdown", devem ser tomadas medidas que deem condições básicas de manutenção da vida e da saúde, garantindo abastecimento, segurança, serviços essenciais de entrega em domicílio e autorização de circulação a partir de autodeclaração –em caso de extrema necessidade e com obrigatoriedade do uso de máscaras.

Na quinta (7), o governador Wilson Witzel admitiu, em ofício enviado ao Ministério Público, que o estado elabora proposta de "lockdown" para conter o avanço do vírus. O documento é uma resposta ao estudo elaborado pela Fiocruz e levado ao executivo pelo MP em que a entidade expressa a necessidade de adoção de medidas mais rígidas de isolamento social no estado.