Um ano depois de reunião ministerial, governo colocou pautas citadas em prática; relembre

Dimitrius Dantas e Julia Lindner
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - Há um ano, todos os ministros do governo Bolsonaro se reuniram para a discussão de um plano que acreditavam ser o caminho para a superação da pandemia: obras e investimentos públicos focados no reaquecimento da economia. À época, o Brasil registrava 2.924 mortes pelo coronavírus — não por dia, mas ao todo —, e as lideranças do governo acreditavam que o pior já tinha passado. As imagens da reunião, que vieram a público por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), mostram que, apesar de avaliações equivocadas sobre a extensão dos efeitos do vírus, políticas defendidas no encontro, como a flexibilização de acesso às armas, foram implementadas.