"Um Brasil de todos e para todos"

"Um Brasil de todos e para todos"

Lula da Silva já é oficialmente o 39.º Presidente do Brasil.

No primeiro discurso do terceiro mandato, agradeceu ao “povo brasileiro” e à “consciência política da sociedade”. Disse que depois de uma dura campanha eleitoral, "a democracia saiu vitoriosa face às mais violentas ameaças à liberdade de voto".

Criticou o governo de Bolsonaro e disse que a política de destruição “acaba hoje”, assim como a “barbárie” que tentou “impor a lei do mais forte acima das leis das civilizações”.

Sobre as primeiras medidas do governo, Lula destacou 33 milhões de pessoas que quer salvar da fome e os mais de 100 milhões de brasileiros que quer salvar da pobreza.

Defendeu o ambiente e prometeu pôr fim à desflorestação ilegal na Amazónia e proteger os povos indígenas.

Lula quer acabar com "isolamento" do Brasil e voltar a trabalhar com a Mercosul, com países como os Estados Unidos e a China, e com instituições como a União Europeia.

Apelou à solidariedade, criticou as políticas económicas “estúpidas” dos antecessores, e garantiu que vai “reconstruir o país e fazer um Brasil de todos para todos”.