Um dos suspeito de matar onça e postar vídeo em rede social é preso no Maranhão

·1 min de leitura

RIO — Um homem foi preso em flagrante pela Polícia Civil do Maranhão, na tarde da última quarta-feira, suspeito de ter matado uma onça negra e divulgar imagens do animal abatido numa rede social. O crime ocorreu, de acordo com a corporação, numa área Indígena Arariboia, no município de Arame.

Segundo o delegado Jessé Soares, a prisão ocorreu após a circulação do vídeo nas redes sociais. Nas imagens, a onça preta, de grande porte, é exibida por um grupo de pessoas. O vídeo repercutiu em virtude da comoção causada pela morte do animal, que é ameaçado de extinção.

Com o suspeito preso foram encontrados o couro da onça abatida, duas espingardas, munição calibre 20mm intactas e quatro deflagradas, pólvora e outros materias usados para caçar animais silvestres.

O preso foi apresentado na sede da Delegacia de Polícia Civil de Arame e, após o registro de ocorrência ser feito, e está à disposição da Justiça. A coporação informou que agora ações são feitas visando a localizar os demais envolvidos no crime.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos